sábado, 1 de março de 2014

Saudades












Lembro-me de tua face
Outrora tão suave e doce
Hoje triste e marcada pela solidão
De tuas mãos macias a me acariciar

Recordo tua voz forte e serena
Tua barba que me enfeitiçava
São lembranças que marcam a saudade
Que em minha vida traças-te

Lembro-me do dia em foste
No nevoeiro daquela madrugada gelada
Desapareces-te lentamente
No meu olhar em lágrimas

Recordo estes vultos do passado
São dores que rasgam a alma
Vazam minha mente e torturam meu ser
Foi o adeus prematuro de nossas vidas que me deixou saudades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário